Sexta geração do Camaro está mais potente

Sexta geração do Camaro está mais potente

Superesportivo do Chevrolet chega à sexta geração com arquitetura mais leve e motor 6.2 V8 de 461 cavalos

 

O famoso “Muscle Car” da Chevrolet chegou à sexta geração com muitas novidades e aperfeiçoamentos. Só o visual que não entrou para a lista de mudanças e a explicação é óbvia, o estilo do superesportivo foi o responsável por consagrar o modelo anterior. Contudo o Camaro manteve o antigo visual, mas com uma linguagem mais contemporânea. Do modelo anterior, o Camaro 2017 manteve somente duas peças: a gravata dourada da Chevrolet e o emblema SS que identifica a versão luxuosa da gama.

 

Chevrolet-Camaro-2017

 

Arquitetura leve

Aproximadamente 70% dos componentes da arquitetura do Camaro foram desenvolvidas especificamente para o carro, que está estruturalmente 28% mais rígido e 83 kg mais leve. Já a distribuição de peso é praticamente idêntica entre os dois eixos.

O conjunto dianteiro agora é multi-link McPherson com geometria específica, barra estabilizadora e pivô duplo, enquanto o traseiro é do tipo independente com cinco braços, desenhado para proporcionar controle do veículo e não deixar a carroceria empinar em acelerações bruscas.

De série na versão SS mundo afora, os freios da marca Brembo trazem discos ventilados de 345 mm na dianteira e 338 mm na traseira, todos com pinças de quatro pistões. Contam com assistência antiblocante (ABS), distribuição da força de frenagem (EBD) e frenagem de urgência (PBA). Já os pneus são mais largos atrás, onde concentra-se a tração. As medidas são 245/40 ZR20 (D) e 275/35 ZR20 (T). Por serem do tipo Run Flat, podem rodar emergencialmente mesmo furados. As rodas são de alumínio aro 20.

Na parte de tecnologia o Novo Camaro traz: sistema de vetorização do torque, controle de tração e de estabilidade e seletor com quatro modos de condução (Passeio, Esportivo, Neve, Pista), que configura diversos parâmetros do veículo. Muda desde a sensibilidade do pedal do acelerador e do volante, passando pelo mapeamento da transmissão até a cor da ambientação da cabine. Outro destaque é o sistema de vetorização do torque (Torque Vectoring), que usa recursos do controle eletrônico de estabilidade para a máxima performance do carro em curva.

Em relação às dimensões, o Novo Camaro está ligeiramente mais baixo e compacto que o anterior para otimizar a performance.

 

Chevrolet-Camaro-2017-interior

 

Cabine mais equipada

A marca também preservou alguns elementos da geração anterior, como o quadro de instrumentos com o “canhão” do conta-giros à esquerda e o do velocímetro à direita, ambos analógicos.

A novidade é uma tela de alta definição, de oito polegadas, entre os dois mostradores essenciais. Configurável, a tela pode exibir informações adicionais de performance, de navegação, do multimídia e do computador de bordo. Outra tela, de oito polegadas, posicionada na parte central do painel e sensível ao toque, exibe as funções da mais avançada geração do multimídia MyLink, com Android Auto e Apple CarPlay, comando de voz e sistema de navegação com mapas em 3D.

Os comandos do sistema de ar-condicionado (dual zone) foram incorporados às molduras das saídas de ventilação e o freio de mão passa a ter acionamento elétrico.

O Novo Camaro permite ainda a customização da iluminação dos LEDs internos que contornam o multimídia, os painéis de porta e o porta-copos central. São 24 opções de cores disponíveis. A cor ambiente também muda quando o motorista troca os modos de condução. Na posição “Passeio”, indicado para uma condução mais tranquila, a iluminação fica azul clara. No modo “Pista”, que deixa o comportamento do carro completamente arisco, a iluminação fica vermelha.

Os bancos dianteiros ganharam sistema de ventilação interno e ajuste elétrico com três opções de memória – válidas também para os retrovisores externos; enquanto o volante redesenhado traz base reta e aquecimentos.

 

Novo-Chevrolet-Camaro-SS-2017

 

O SS mais potente da história

O mais potente Camaro SS de todos os tempos chega ao Brasil equipado com o novo motor V8 6.2L, o mesmo do Corvette Stingray. Cerca de 20% dos componentes do motor, no entanto, foram desenvolvidos especificamente para atender às especificações do Camaro, incluindo um sistema de escapamento tubular em forma de “Y”.

Este propulsor oferece tecnologias avançadas, como a nova geração do sistema AFM (Active Fuel Management) de desligamento automático dos cilindros. Em velocidades de cruzeiro, como em uma viagem tranquila por uma estrada, o sistema de gerenciamento do motor desativa metade dos cilindros para poupar combustível.

O motor do Camaro ainda traz sistema de injeção direta de combustível e comando de válvulas continuamente variável, que aumenta a oferta de torque e potência dentro da faixa de rotação do motor.

Em comparação ao modelo de geração anterior, a linha 2017 do superesportivo da Chevrolet ganha 55 cavalos potência e 7 kgfm de torque. Ao todo são 461 cv a 6.000 rpm e 62,9 kgfm a 4.400 rpm. A tração é traseira, como em carros de competição.

A transmissão automática também é nova. Traz agora oito marchas, com trocas extremamente rápidas e fluídas. O motorista pode optar por fazer a passagem das marchas manualmente, por meio de aletas atrás do volante.

O Camaro ainda traz um sistema de ressonadores que intensifica o ronco do som do motor dentro da cabine em giros mais altos.